• kleberpizao

Vasco quebra tabu, vence o Flamengo e encosta no G-4 do Campeonato Carioca

O Vasco voltou a vencer o Flamengo após cinco anos (17 jogos), pelo placar de 3 a 1, em duelo válido pela 9ª Rodada do Campeonato Carioca (Taça Guanabara), na noite desta quinta-feira (15), no Maracanã. O confronto que já estava marcado pelo adiamento pedido pelos Rubro-Negros e reclamação dos Cruzmaltinos, foi quente também dentro das quatro linhas, com um Vasco cirúrgico nas oportunidades ofensivas e um Flamengo, no sentido oposto, pressionando durante todo o jogo, mas esbarrando na bela atuação do goleiro Lucão.


PRIMEIRO TEMPO:


O clássico dos milhões já começou eletrizante. Aos 3", Bruno Henrique cabeceou por cima da meta e na sequência, aos 5", a resposta do Vasco foi fatal: Zeca cobrou escanteio pela direita, na cabeça de Léo Matos, que subiu mais que o zagueiro Bruno Viana e abriu o placar para o Cruzmaltino no Maracanã. O volante teve atuação praticamente impecável durante todo o jogo.


Léo Matos abriu o placar nos primeiro minutos em noite de gala. Crédito: André Durão / GE


Com a vantagem no placar logo cedo, o Vasco recuou e começou a atuar no contra-ataque. Os números do primeiro tempo revelam a disparidade na postura das duas equipes, com 69% de posse de bola para o Fla e 285 passes executados pelo Rubro-Negro, contra apenas 75 do Gigante da Colina.


O Flamengo, apesar do domínio não levava perigo ao gol de Lucão, com direito a chutes em cima da defesa e furada de Gerson, até os 25", quando Gabi acertou bom chute que passou perto da trave. Dois minutos depois, o artilheiro adversário foi mais preciso.


Andrey tentou cruzamento rasteiro pela direita, a bola sobrou com Morato que encontrou Germán Cano, numa boa infiltração dentro da área. O centroavante, dominou e bateu com efeito, sem chances para Diego Alves: Fla 0x2 Vas.


Daí em diante o jogo ficou mais tenso e com poucas novas oportunidades de gols. Galarza, Morato, Léo Matos levaram cartão amarelo por faltas "bobas" e também o técnico Marcelo Cabo, por reclamação, pelo lado do Vasco. No Fla, Diego e Wagner Miranda (preparador de goleiros) receberam a advertência. Bruno Henrique e Gabriel ainda arriscaram nos minutos finais, mas sem perigo.


SEGUNDO TEMPO:


No intervalo de jogo, Rogério Ceni movimentou o banco pra tentar reorganizar a equipe. Matheuzinho e Vitinho entraram no lugar de Isla e João Gomes. Com isso, Gerson recuou para fazer a função de voltante e Vitinho fez a meia. Dessa forma, o Flamengo passou a criar muitas situações de perigo e o goleiro Lucão começou a brilhar.


Com 1 minuto, Gerson bateu cruzado e o defensor espalmou; Aos 5", Vitinho recebeu pela esquerda, superou a marcação e acertou um belo chute no pé da trave esquerda de Lucão; Aos 9", Everton Ribeiro aproveitou bom cruzamento de Filipe Luís, chutou rasteiro para nova defesa do goleiro vascaíno. O Rubro-Negro começou nitidamente melhor do que na primeira etapa.


A pressão continuou por parte do Flamengo, com excelente participação de Lucão. Aos 15", Bruno Henrique cabeceou a queima roupa e o goleiro Cruzmaltino defendeu no canto. Aos 23", Vitinhou tentou surpreender com chute do círculo central, mas a bola passou longe da meta. Aos 26", o Flamengo tinha 29 cruzamentos registrados, contra apenas 5 do Vasco, o que mostrava a intensidade da pressão Rubro-Negra.


Rodrigo Muniz entrou no lugar de Everton Ribeiro, aos 30", para tentar explorar a jogada aérea, mas dois minutos depois, o Vasco, novamente preciso, em sua única oportunidade com mais perigo, ampliou o placar. Em um contra-ataque rápido, Galarza lançou Morato, que deixou Filipe Luís no chão, com um belo corte e bateu no cantinho direito do goleiro para fazer o 3x0. O camisa 10 comemorou à la Edmundo, com a famosa "reboladinha", feita pelo ex-atacante em 1997, durante goleada contra o mesmo arquirrival.


Morato deixou sua marca, com belo gol e comemoração clássica. Crédito: André Durão / GE


Após o terceiro gol, o time de Rogério Ceni acabou perdendo o vigor ofensivo, no entanto, no último lance do jogo, aos 48", Vitinho, após bate-rebate dentro da área, acertou um forte chute, no ângulo esquerdo do goleiro Lucão. Logo após, o juíz apitou o fim do jogo, concretizando a vitória do Vasco após 17 confrontos. Placar final: 1x3.


Vale ainda ressaltar, que enquanto o Vasco vencia em campo, dirigentes das duas equipes trocavam ofensas nas tribunas de honra do Maracanã, fazendo lembrar os torcedores, ausentes do estádio, devido a pandemia. Praticamente nenhum deles fazia uso de máscaras.


Com o resultado, o Vasco sobe para a 5ª posição, com 13 pontos e o Flamengo permanece com os mesmos 19, atrás do Volta Redonda, atual líder desta fase da competição. O Cruzmaltino agora precisa torcer contra Fluminense e Portuguesa para tentar uma classificação, enquanto o Flamengo, já garrantido na semifinal, volta as atenções para o duelo contra o Vélez Sarsfield, pela estreia da Libertadores.

6 visualizações0 comentário