• Alternativa Esportes

Um ótimo aperitivo

Por: José Roberto Julianelli


Partida foi bem movimentada no Maracanã (Foto: André Durão)


Muita expectativa em torno do grande clássico do futebol brasileiro, disputado no último sábado (27/04), no Maracanã, entre Flamengo e Cruzeiro, pela primeira rodada do Brasileirão 2019. Dois dos melhores elencos do Brasil estiveram frente a frente para um jogo que prometia ser eletrizante.


De um lado, um Flamengo que vinha de derrota por 2 a 1 no meio da semana, pela Libertadores da América, para a LDU, resultado que decepcionou sua enorme torcida, e surpreendeu também os jogadores. Era uma incógnita: como estaria o espírito dos jogadores para esse jogo?


Do outro lado, uma equipe com 100% de aproveitamento nessa mesma Libertadores, defendendo uma invencibilidade de cinco meses, ou seja, cerca de 150 dias sem perder um jogo sequer, uma equipe bem armada e com moral elevada.


A bola rolou e o que se viu foi uma excelente partida de futebol. O Flamengo, empurrado pela sua apaixonada torcida, e também motivado pela festa de despedida dos gramados do seu zagueiro Juan, não se mostrou abatido. Muito pelo contrário, jogou em cima do adversário, tentando abrir o marcador, buscando estrear com uma vitória no Brasileirão.


Mas foi a Raposa que abriu o marcador: aos 39, num excelente passe de Fred, Pedro Rocha recebeu no meio dos zagueiros, e na saída de César, colocou na rede. O Flamengo, que estava melhor em campo, não deixou a torcida cruzeirense comemorar, e dois minutos depois empatou com Bruno Henrique, que atravessa ótima fase. Numa bola alçada na área, ele disputou com o goleiro Fábio, a bola sobrou na frente e ele correu para empurrar pra dentro do gol, antes que o Gabigol tocasse.


No segundo tempo, o Rubro-Negro continuava melhor em campo, e aos 22, após uma excelente jogada pelo lado direito, o contestado Willian Arão, que vem fazendo partidas importantes, foi à linha de fundo e rolou para Bruno Henrique, quase da marca do pênalti, fazer o gol da virada.


Mas o Flamengo não parou por aí. Num contra-ataque rápido, aos 45, Bruno Henrique novamente recebeu diante do goleiro Fábio e bateu firme, mas o excelente goleiro do Cruzeiro rebateu: a bola sobrou para o Gabigol, que dominou, e com o gol vazio, decretou o terceiro gol para delírio da torcida no Maracanã.


Como o jogo já caminhava para o final, Abel Braga promoveu a última mexida no time. Colocou Juan em campo, para que o zagueiro pudesse receber as homenagens da torcida e também dos seus companheiros em campo. Foram poucos minutos no gramado, mas o tempo suficiente para que Juan percebesse quanto ele é respeitado e venerado pelos torcedores do Flamengo. Uma nota triste no final da partida foi o choque de cabeça entre Rodrigo Caio e Dedé, com o zagueiro rubro-negro saindo de campo em uma ambulância. Felizmente, está tudo bem com o jogador.


Enfim, um grande jogo, um excelente aperitivo para o início de um campeonato que, como sempre, promete ser muito disputado e cheio de emoções para o torcedor brasileiro. Que venham mais jogos assim.


Grande abraço.

21 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes