• Alternativa Esportes

Saiba quem são os quatro jogadores do Flamengo que já passaram pelos rivais cariocas

Atualizado: Jul 24

Por Luca Garcia


Destaques do elenco atual do Flamengo, separamos quatro jogadores que passaram pelos rivais do Rio de Janeiro durante a carreira, sendo pratas da casa ou não. Confira quem são no levantamento abaixo:


Willian Arão (volante) - teve passagem pelo Botafogo


Aos 28 anos, o volante já atuou por oito equipes ao longo da carreira. O quesito de trocar um rival por outro não é novidade para Arão: o jogador fez a base no São Paulo e já defendeu as cores do Corinthians, onde ganhou quatro títulos, entre eles, a Libertadores e o Mundial de 2012.


Entretanto, após rodar o Brasil em busca da melhor forma, o atual camisa 5 do Fla chegou ao Botafogo em dezembro de 2014. O acerto com o Glorioso foi para reforçar a equipe que disputaria o Campeonato Carioca e a Série B do Brasileirão de 2015.


Vestindo a camisa alvinegra, o atleta rapidamente se adaptou, conquistando a titularidade em poucos jogos. Com belas atuações, Arão foi o segundo jogador do time que mais entrou em campo naquele ano, sendo um dos destaques do Alvinegro da temporada. Por lá, levantou a taça da Série B do Brasileirão, além de ter disputado 58 partidas e anotado sete gols.

Inscreva-se no canal da Alternativa Esportes no YouTube!

No entanto, a saída conturbada do volante do Botafogo para o Flamengo rende polêmicas até hoje. Entre idas e vindas na justiça, o Tribunal Superior do Trabalho determinou que o volante indenize o Glorioso em R$ 4 milhões. O clube alvinegro alegou que o jogador não cumpriu a cláusula de renovação automática com a equipe, quando se transferiu para a Gávea.


No Flamengo desde 2016, após altos e baixos com a torcida, atualmente Willian Arão é peça fundamental para o time rubro-negro. Além disso, já são sete títulos: três Campeonatos Cariocas (2017, 2019 e 2020), um Brasileirão (2019), uma Libertadores (2019), uma Supercopa do Brasil (2020) e uma Recopa Sul-Americana (2020). No total, são 245 jogos e 24 gols vestindo a camisa vermelha e preta.

O volante fez excelente Série B pelo Botafogo e chegou ao Flamengo em 2016 | Foto: Gazeta Press

Gerson (meia/volante) - teve passagem pelo Fluminense


Outro titular da lista é Gerson, de 23 anos. Um dos pilares da equipe que conquistou cinco títulos, o Coringa é flamenguista assumido e um dos xodós da torcida por comemorar seus gols com o clássico “vapo vapo”. No entanto, a breve carreira dele já conta com passagens por grandes da Itália - Roma e Fiorentina -, além de ter sido revelado por um dos principais rivais do Flamengo: o Fluminense.


Apesar de ter sido aprovado no Rubro-Negro durante a infância, o jogador e sua família não tinham condições financeiras para ir até o local dos treinos. Dessa forma, o com a ajuda da diretoria tricolor, o atual camisa 8 do Fla deu os primeiros passos no futsal. Com isso, após concluir a base no Tricolor, a joia subiu para o profissional em 2015, com seus 17 anos. Ao todo, foram 63 jogos e oito gols marcados pelo rival, e ele ainda foi a venda mais cara da história do clube, por R$ 64 milhões, para a Roma (ITA), em 2016.

Siga a Alternativa Esportes no Instagram!

Hoje no Flamengo, Gerson firmou-se como um dos melhores jogadores brasileiros na posição. Ele já conquistou cinco títulos: um Campeonato Brasileiro (2019), uma Libertadores (2019), uma Supercopa do Brasil (2020), uma Recopa Sul-Americana (2020) e um Campeonato Carioca (2020), além de ter 51 jogos e cinco gols marcados, um deles, inclusive, contra o Flu.

Mais "garoto", Gerson atuou pelo Flu e partiu para a Itália antes de se encontrar no Flamengo | Foto: Arquivo Lance!

Vitinho (atacante) - teve passagem pelo Botafogo


O atacante de 26 anos é um dos preferidos para entrar em praticamente todos os jogos, além de ser mais um jogador que carrega consigo a herança flamenguista da família. Entretanto, foi no Botafogo que o jovem Victor Vinícius apareceu no mundo da bola. Após atuações fantásticas e diversos prêmios individuais na base, o atleta já era visto como promessa sendo apelidado de “Mini-Mago” pela torcida.


Em 2013, Vitinho subiu para o profissional, sendo revelação do Campeonato Carioca e marcando, por ironia do destino, seu primeiro gol oficial contra o Flamengo. Assim, ao longo daquele mesmo ano, o atacante foi um dos protagonistas da equipe, fazendo ao todo 38 jogos e dez gols, além de conquistar o Campeonato Estadual.


Logo, depois do Glorioso, o hoje camisa 11 do clube da Gávea ainda teve passagens por CSKA (RUS) e Internacional, aonde também marcou contra o Fla, e inclusive já explicou o por quê de tanto empenho contra o Rubro-Negro. Desde que voltou ao Rio de Janeiro para atuar no Flamengo, em 2018, ele fez a "lei do ex" valer novamente, balançando a rede pela primeira vez contra o Colorado. Na época, ele foi a contratação mais cara da história do clube carioca, custando cerca de R$ 50 milhões.

Faça parte da Rede Alternativa de Rádios! Entre em contato pelo WhatsApp!

Ao todo, ele conquistou cinco títulos pelo atual clube: dois Campeonatos Cariocas (2019 e 2020), nos quais inclusive marcou os gols dos títulos, um Campeonato Brasileiro (2019), uma Libertadores (2019), uma Supercopa do Brasil (2020) e uma Recopa Sul-Americana 2020, tendo atuado em 94 jogos e marcado 13 gols.

Vitinho chegou ao Flamengo como a contratação mais cara da história do clube | Foto: Vitor Silva/SS Press

Pedro (atacante) - teve passagem pelo Fluminense


Recém-chegado por empréstimo junto à Fiorentina (ITA), o atacante de 23 anos brilhou nas recentes finais da Taça Rio e do Campeonato Carioca, marcando dois gols em três jogos. Assim, Pedro fez valer mais uma vez a famosa "lei do ex", já que os tentos realizados foram contra o Fluminense, clube que o revelou.


A história da atual sensação rubro-negra é peculiar: na infância, após passagem pelo futsal, o jogador foi reprovado nos testes de Vasco e Botafogo, até ir para o Flamengo. No entanto, o Fla, clube do coração do jogador, o dispensou pela baixa estatura. Anos depois, já com 1,87m, Pedro explodiu pelo Tricolor das Laranjeiras, fazendo gols em clássicos e se destacando como uma das principais promessas brasileiras da geração.


Além disso, na base do Flu, ele conquistou o Campeonato Brasileiro de 2015 da categoria e anotou 32 gols em 2016. Contudo, antes da grave lesão no joelho, o atacante chegou a figurar entre os artilheiros do Brasileirão de 2018, no qual levou o prêmio de revelação. Com a camisa verde e grená, o “Queixada”, como é apelidado, foi convocado para a Seleção Brasileira, e ao todo, foram 93 jogos e 31 gols anotados.

Siga a Alternativa Esportes no Twitter!

Entretanto, após um ano sem muito espaço na Europa, Pedro retornou ao Rio de Janeiro no início de 2020 para vestir a camisa do Flamengo. Dessa forma, jogando pelo atual campeão da América, o atleta já marcou seis vezes em apenas 13 partidas. Assim, sua média de eficiência é a maior do elenco: um gol a cada 77 minutos em campo. Pelo Rubro-Negro, o centroavante já conquistou uma Supercopa do Brasil (2020), uma Recopa Sul Americana (2020) e um Campeonato Carioca 2020.

O atacante é considerado um dos melhores jogadores brasileiros da posição | Foto: Lucas Merçon

69 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes