• Alternativa Esportes

Qual seria a “seleção da temporada europeia” até o momento?

Por Nícholas Franco


Alexander-Arnold (à direita), De Bruyne (centro) e Lewandowski (à esquerda) são os principais nomes da temporada. (FOTO: NÍCHOLAS FRANCO)

Quais eram os grandes destaques individuais da temporada 2019-2020 do futebol europeu até o instante em que o surto do Covid-19 impôs a pausa nas competições? Anualmente, comentaristas, ligas, entidades e torcedores elegem suas seleções com os jogadores que tiveram o melhor desempenho ao longo de um período específico. Eis alguns dos grandes nomes de cada posição:


GOLEIRO


FOTO: ASSOCIATION PRESS

Sem dúvidas o grande goleiro da temporada é o alemão Marc Ter Stegen do Barcelona (foto). O arqueiro vem se destacando tanto pelas defesas difíceis que vem salvando a equipe culé de insucessos durante a temporada e também brindando os amantes do futebol com a plasticidade de suas intervenções. Sua regularidade é uma das maiores do elenco atual e seus 27 anos de idade permitem aos torcedores azul-grenás sonharem com uma longevidade cada vez maior com a camisa do clube. Ter Stegen já é visto como sucessor de Manuel Neuer na Seleção Alemã, e muitos defendem o merecimento de sua titularidade em Die Mannschaft” desde a Copa de 2018.


Menções honrosas: Alisson (Liverpool) e Oblak (Atlético de Madrid)


LATERAIS


FOTO: PREMIER LEAGUE / REPRODUÇÃO

O Liverpool continua confiando bastante na sua dupla de laterais: Alexander-Arnold e Andrew Robertson (foto). Considerados os dois melhores laterais do mundo desde a última temporada, a dupla contribui enormemente com passes e assistências para o trio de ataque avassalador dos Reds. Arnold já soma 4 gols e 25 assistências nas últimas duas temporadas na Premier League. E Robertson registra 3 bolas na rede e 27 passes para gol no mesmo período. Ambos fizeram do Liverpool o primeiro clube com dois defensores com mais de 10 assistências cada em uma única temporada… E não é difícil imaginar que igualem ou até mesmo superem a marca na atual fase em que vivem.


Menções honrosas: Ricardo Pereira (Leicester), Achraf Hakimi (Borussia Dortmund), Wan-Bissaka (Manchester United), Alex Telles (Porto), Ben Chilwell (Leicester), Renan Lodi (Atlético de Madrid) e Alphonso Davies (Bayern)

Inscreva-se no canal Pautas & Táticas

ZAGUEIROS



FOTO AFP

Eleito o melhor jogador da Europa pela UEFA e segundo colocado nas eleições da FIFA e do Ballon D’Or de melhor jogador do mundo em 2019. Nenhum zagueiro conseguiria tais feitos se não cumprisse um trabalho irretocável na defesa. Mas Virgil Van Dijk (foto) se destaca também com suas contribuições ofensivas. O 2020 do holandês o mantém como melhor zagueiro em atividade do futebol mundial, conjugando força física, velocidade, censo de cobertura e domínio do jogo aéreo com grande capacidade para passar a bola tanto na saída de jogo quanto com lançamentos longos para os atacantes.



FOTO: REPRODUÇÃO

A temporada assustadora de afirmação do projeto ambicioso do RB Leipzig passa pelos pés de seu treinador Julen Nagelsmann e sua opção pelo sistema de três zagueiros. Mas principalmente pelo grande líder dessa linha de 5 defensiva: O excelente francês Dayot Upamecano (foto). Com jogo físico imponente e excelente antecipação, o jogador já vem chamando atenção de gigantes como Bayern e Arsenal e é um dos grandes responsáveis pela campanha inédita de quartas de final na Champions League do Leipzig, além do simbólico título de campeão de inverno da Bundesliga para o clube.


Menções honrosas: Fernandinho (Manchester City), Çağlar Soyüncü (Leicester), Matts Hummels (Borussia Dortmund), Felipe (Atlético de Madrid) e Harry Maguire (Manchester United)


MEIO-CAMPISTAS



FOTO: PREMIER LEAGUE / REPRODUÇÃO

Jordan Henderson (foto) não apenas é o capitão do Liverpool e o dono do meio-campo do virtual campeão inglês, mas também vem sendo na opinião de muitos especialistas o melhor jogador do clube na temporada. Desde a lesão de Fabinho em dezembro que o tirou de combate por cerca de dois meses, Henderson acumulou funções de primeiro e segundo homem do setor de criação dos Reds. Sua atuação na final do Mundial de Clubes foi simbólica. O “novo Gerrard” como chamado no início da carreira vive a melhor temporada de sua trajetória profissional.


FOTO: REAL MADRID.COM / REPRODUÇÃO

Uma grata surpresa para o Real Madrid na temporada atende pelo nome de Federico Valverde (foto). O jovem uruguaio tomou conta da posição de titular no meio-campo merengue e chegou a colocar Luka Modric no banco de reservas no início da temporada. O croata retornou ao time titular mas Valverde segue no 11 ideal de Zidane. Impondo a velocidade e o dinamismo que nenhum outro jogador da posição dentro do clube tem. A coroação de sua importância no time foi na final da Supercopa da Espanha diante do Atlético de Madrid. Na ocasião o garoto foi expulso após uma falta tática que evitou uma chance clara de gol do título Colchonero na prorrogação. Mas atuação de Fede naquela partida foi tão impecável que lhe rendeu o título de melhor em campo na decisão.


O melhor meia da atualidade, o grande craque de seu time, o maior garçom de sua liga e possivelmente o melhor jogador do mundo na temporada atende pelo nome de Kevin De Bruyne. O Manchester City não será campeão inglês, mas se tem chances de levar pela primeira vez uma Champions para casa é muito graças à seu craque belga. Dono de 31 gols e 62 assistências na Premier League desde que chegou à Inglaterra, o jogador teve desempenho individual parecido na temporada 2017-2018 quando incontestavelmente foi o grande nome do City na conquista da Liga dos 100 pontos. Sua presença é obrigatória em qualquer seleção do mundo em 2020.


Menções honrosas: Joshua Kimmich (Bayern), Thiago Alcântara (Bayern), Julian Brandt (Borussia Dortmund), Toni Kroos (Real Madrid), James Maddison (Leicester) e Jack Grealish (Aston Villa).

Siga a Alternativa Esportes no Instagram!

ATACANTES

FOTO: GETTY IMAGES

Se Ter Stegen está impedindo várias derrotas do Barcelona lá atrás, Lionel Messi (foto) segue garantindo diversas vitórias na frente. Ponta-direita, segundo atacante, ponta-de-lança… é até difícil definir que função faz o seis vezes melhor do mundo e atual detentor do título individual em seu clube. Muitos dizem que chegou a hora de ele mudar de ares e buscar novos desafios. Se isto ocorrer o que será do Barça sem seus gols, assistências e partidas que ele decide praticamente sozinho?



FOTO: REUTERS

Robert Lewandowski (foto) é o nome mais incontestável do ataque desta seleção. Artilheiro tanto da Bundesliga (23 gols em 25 jogos) quanto da Champions League (11 tentos em 6 partidas), o polonês é sinônimo de gols na temporada. É dificílimo encontrar partidas em que o camisa 9 bávaro não deixou sua marca.



A lista é fechada com Cristiano Ronaldo (foto) que começou 2020 marcando 15 gols em 11 jogos consecutivos. Ainda não lidera a tabela dos artilheiros do campeonato italiano, atrás de Ciro Immobile da Lazio, mas alguém duvida que CR7 vai buscar o topo da lista de maiores goleadores da liga pelo segundo ano consecutivo?


Menções honrosas: Erling Haaland (Borussia Dortmund), Neymar Jr (Paris Saint-Germain), Timo Werner (Leipzig), Serge Gnabry (Bayern), Thomas Müller (Bayern), Sergio Agüero (Manchester City), Roberto Firmino (Liverpool), Ciro Immobile (Lazio), Papu Gomez (Atalanta), Karim Benzema (Real Madrid) e Jamie Vardy (Leicester).

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes