• Alternativa Esportes

Próximo de um acerto, Fred deve voltar ao Fluminense para terminar sua história com final feliz

Atualizado: Mai 25

Por Tom Frauches


Este é um artigo opinativo. O texto abaixo é de total responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a opinião da Alternativa Esportes Web Rádio.


Com a camisa Tricolor, Fred tem 287 jogos com 172 gols marcados. (FOTO: NELSON PEREZ /FFC)

O Fluminense, em meio a sua história centenária, gloriosa e ilustre, tem um sério problema com seus ídolos. "Seus ídolos" aliás não, mas sim "seu ídolo". Veja bem, não é ausência de figuras marcantes que assola a Laranjeiras, muito pelo contrário, mas sim a dificuldade de se ter um homem único para se colocar no ponto mais alto do panteão, como um representante-mor do que é se tricolor. O Flamengo tem o Zico, o Vasco tem Dinamite e o Botafogo tem (sorte a deles) Mané Garrincha. 


É claro que o Fluminense tem seus ídolos máximos: Castilho, o Casal 20, o Capita, Félix... Mas Frederico Chaves Guedes é diferente. As estrelas recentes do Fluminense, como Thiago Neves e Conca, por mais que tenham destruído nos gramados brasileiros, deixaram ao torcedor um gosto agridoce, como se soubéssemos que não era o amor ao Fluminense que os mantinham nas Laranjeiras. Fred, porém, em um futebol moderno e muito capitalista, soube convencer com maestria de seu amor ao clube. Mais do que a garra e os números (e que números!), Fred sempre soube da sua importância, sempre teve um carinho honesto, um brilho nos olhos. Chegou em 2009 em um clube de autoestima combalida depois do fracasso diante da LDU. Foi responsável já no mesmo ano por uma das maiores arrancadas da história do futebol brasileiro, desembocando em um bicampeonato nacional já nos 3 anos seguintes.

Baixe nosso aplicativo para Android no Google Play

O Fred que chega hoje, em 2020, nas Laranjeiras, não será o Fred brilhante e letal do início da década. O tempo (e o corpo) pesam, por mais que atacante venha fazendo um trabalho físico interessante nessa pandemia, como adora relatar no Instagram. Se antes já era um camisa 9 estático, agora talvez possa exagerar nesse sentido. Mas não pense, pelas ressalvas físicas, que se trata apenas de uma contratação de marketing para vender camisas. Fred traz autoestima pro Fluminense, traz um sentimento raro no futebol brasileiro atual: a idolatria. Idolatria pavimentada por títulos, mas cujos alicerces são o amor e o respeito pela instituição. Porque para a torcida, para a comissão técnica, para os jogadores, nada melhor do que ter um torcedor em campo. E Fred, sem sombras de dúvidas, é um torcedor apaixonado.

51 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes