• fernandorodox

Pré Jogo - Bangu x Volta Redonda




De um lado, olhos focados em se firmar na liderança do Campeonato Carioca, do outro, a pressão e o desespero na luta contra o rebaixamento. Neste clima, Volta Redonda e Bangu fazem duelo amanhã, 18/04, ás 15H15, no Estádio Moça Bonita.


O Volta Redonda entra em campo tendo a chance de ampliar a sua pontuação diante do Flamengo, osegundo colocado, para isso, basta o time da Gávea não vencer da Portuguesa, em partida que acontecerá hoje, ás 21h05.


Sensação do campeonato, o Voltaço tem tido os seus dias de glória na competição. Sob comando do Técnico Neto Colucci, o time do Sul Fluminense tem 6 vitórias em 9 jogos, 2 empates e 1 derrota. Dentro de campo, além de bons jogadores como Luciano Naninho, Luiz Paulo, João Carlos, MV e Bruno Barra, o Gigante de Aço ainda conta com o artilheiro da competição até o momento, Alef Manga, que tem 8 gols anotados.


Já com o time da Zona Oeste a situação não é muito boa. O Bangu entra em campo pressionado, precisando vencer e dar uma esperança ao seu torcedor. Dentro da competição a equipe tem apenas 1 vitória em 9 jogos, sendo 6 derrotas e 2 empates.


Em seu plantel há 1 jogador experiente, conhecido no futebol brasileiro, mas que até hoje não jogou o que era esperado. Trata-se de Marcelo Mattos, Volante que defendeu o Botafogo, Corinthians, e alguns outros times do país e de fora. O atleta chegou ao Bangu em Agosto de 2020, de lá para cá soma 16 jogos e não fez nenhum gol. 


Para escapar do rebaixamento, o Bangu precisa derrotar o Volta Redonda, fazendo isso, não só escapará da degola como também irá rebaixar a equipe do Macaé, que só escapa se vencer seus dois últimos jogos e ainda precisa torcer pela derrota do Bangu.


No histórico do confronto as equipes somam 64 jogos, 28 vitórias do Bangu, 10 para o Volta Redonda e 26 empates.


A expectativa é de que seja um jogo muito brigado e disputado, tendo em vista a importância da vitória para ambos os lados.


O pós-jogo você confere aqui, na Alternativa Esportes Web Rádio.


Texto de: Wandré Silva

112 visualizações0 comentário