• Alternativa Esportes

Papo Reto - Qual o lado bom de ser presidente de clube?

Este é um artigo opinativo. O texto abaixo é de total responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a opinião da Alternativa Esportes Web Rádio.


Por Jonas Stelman


Para você, o que mais motiva uma pessoa a presidir um clube? (FOTO: REPRODUÇÃO)

Há tempos, me pergunto por qual motivo uma pessoa bem estruturada intelectualmente e financeiramente se dispõe a largar uma vida boa, sem pressão e principalmente anônima, por um mundo que vive em constante ebulição física e emocional, onde indiretamente acaba envolvendo amigos, familiares e pessoas próximas. A vida de um presidente pode ter glamour e holofotes, mas jamais terá paz, pois xingamentos, confusões e até agressões são uma constante nessa vida prisioneira. Se tudo está andando bem, são abraços, mas se o atacante perde o gol do título, o abraço vira cusparada.


Sabemos que a grande maioria dos mandatários de clubes são grandes empresários, e muitos deles tendem a largar a vida empresarial para se dedicar 100% ao clube. Mas quem em sã consciência largaria uma vida de lucro por uma vida sem retorno, quase falida? Afinal, nesse jogo ninguém joga para perder.


Em entrevista ao canal Museu da Pelada, o ex-presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, disse: “Perdi todas as minhas empresas”, e ainda conta como foram os seus dias na prisão após denúncia de irregularidades no contrato com a empresa ISL. Acham mesmo que ele começou a vida do zero? Não mesmo, ele reergueu outras duas empresas que estão a pleno vapor, rendendo lucro ainda maior do que as que supostamente ele havia perdido na época do Flamengo, e sua reserva de emergencial muito provavelmente saiu do clube.


Se o empresário larga a empresa em prol do clube, de onde ele tira o seu sustento mensal? Esse é o ponto chave e mais obscuro desse mundo nebuloso.

Siga a Alternativa Esportes no Twitter!

Luiz Rodolfo Landim Machado, engenheiro da área de petróleo, de 2003 a 2006 foi presidente da Petrobras Distribuidoras e outras empresas. Vendeu a empresa de sua propriedade chamada Ouro Preto Óleo e Gás para se dedicar 100% ao Flamengo, de forma não remunerada, mas muitos sabem que amor não enche barriga. Evidentemente, todo tipo de negociação tem o seu lucro, e a ligação de dirigentes com empresários que praticamente impõe a inserção de um jogador no clube, de forma a valorizar, nem é mais disfarçado.


Há pouco tempo, um clube carioca fez aquisição de um atleta oriundo do Nordeste pela quantia de 3 milhões de euros, quase R$ 14 milhões, e esse jogador se quer entrou em campo, nem pelo profissional, nem pela base. O destino foi devolver o mesmo para o seu clube anterior por empréstimo. Se não era para usufruir do atleta, para que 14 milhoes? Não seria mais fácil contratar por empréstimo e depois exercer o direito de compra, caso o atleta se destaque? Como grandes clubes, capitaneados por um grandes empresários não escolhem o caminho menos arriscado? Algo que fariam em suas empresas.


Em 2019, aconteceu algo parecido com um atleta de um time do subúrbio carioca, menino novo, chega no time da Zona Oeste e praticamente sem treinar é alçado à titularidade, bancando um dos principais atletas do elenco. E não era segredo para ninguém, e uma fonte de dentro da comissão me confirmou, ele tinha que jogar para justificar uma iminente ida para o maior clube do país, e assim aconteceu. E nessa semana, mais um imbróglio onde clubes negociam atletas, declaram um valor, que acaba não correspondendo à realidade, se você diz que pagou 20, que na verdade foi 10, qual o destino do troco?


Evidentemente que em todas as esferas existem maus e bons profissionais, entretanto, nenhum deles jogam para perder, porque status social não paga conta. E só amor não enche barriga.

33 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes