• Alternativa Esportes

Marca negativa: Botafogo atinge o terceiro pior início de Brasileirão na década; veja números

Por João Pedro Ramalho


Gatito sai do gol para mais uma intervenção na meta botafoguense | Foto: Ivan Storti/Santos FC

Sem vencer há sete rodadas, o Botafogo acumula sequência de empates e figura entre os quatro últimos do Campeonato Brasileiro. Com apenas uma vitória na competição, o Alvinegro atinge uma marca negativa e tem o terceiro pior aproveitamento nas dez primeiras rodadas do Brasileirão nesta década.


Após o duelo com o Santos, no último domingo (20), o Glorioso chegou a sete empates no campeonato, igualando o Grêmio, os clubes que mais empataram até então. Somado a isso, as duas derrotas em casa, para o Internacional e Vasco, conduziram o clube de General Severiano a ter um aproveitamento de 33 %, superior unicamente às temporadas de 2014 e 2016. Esse retrospecto ruim coloca o Botafogo na 18° colocação após o fim da 10ª rodada.


A única vitória da equipe de Autuori foi na terceira rodada, quando venceu o Atlético-MG de Jorge Sampaoli, no Nilton Santos. Naquela ocasião, o Alvinegro ainda contava com as presenças dos atacantes Luiz Fernando, negociado com o Grêmio, e Luis Henrique, acertado com o Olympique de Marseille (FRA). Desde então, o Glorioso não sabe mais o que é vencer. Relembre as temporadas de piores inícios no Bota em Brasileirões nesta década:


Então volante do Bota, Gabriel chora após rebaixamento | Foto: Michel Filho/O Globo

Rebaixamento em 2014


A temporada do Botafogo em 2014 começou com expectativas altas, quando o clube voltou a disputar uma Libertadores da América após 17 anos de ausência. Todavia, o que era para ser um sonho, se tornou um pesadelo. Com a eliminação precoce, ainda na fase de grupos, o clube de General Severiano teve um início ruim no Campeonato Brasileiro, o que mais tarde, custaria o segundo rebaixamento do clube para a Série B. Nas dez primeiras rodadas, o Alvinegro tinha um aproveitamento de 30 %, com cinco derrotas e três empates. O Glorioso convivia com atrasos de salários desde o início do ano, graças à penhora de todas as receitas pela Fazenda e pelo TRT. Além disso, o clube foi excluído do Ato Trabalhista em 2013, agravando ainda mais a crise.


Num ano marcado por polêmicas nos bastidores da instituição, o então presidente Maurício Assumpção lapidou uma barca de debandadas já na reta final da competição. Emerson Sheik, Bolívar, Edílson e Julio Cesar, quatro dos principais jogadores e líderes do elenco, foram afastados por causa de divergências com a diretoria. Logo em seguida, Assumpção comunicou a rescisão do contrato dos atletas. A bomba em General Severiano pesou no rendimento do elenco no Brasileirão, culminando no rebaixamento para a segunda divisão. Com apenas 33 pontos ganhos, o Botafogo terminou a competição como vice-lanterna, sendo rebaixado na penúltima rodada, quando foi derrotado pelo Santos.

Inscreva-se no canal da Alternativa Esportes no YouTube!

Camilo foi nome fundamental em 2016 na campanha do Botafogo | Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Volta por cima em 2016


Com um início ruim no Campeonato Brasileiro, o Alvinegro de 2016 remetia a graves semelhanças com a equipe de dois anos antes. Todavia, se em 2014 o baixo aproveitamento nas dez primeiras rodadas custou o rebaixamento, a equipe comandada inicialmente por Ricardo Gomes, que voltava a disputar a primeira divisão no país, conseguiu dar a volta por cima. O aproveitamento de também 30 %, com apenas nove pontos ganhos, fizeram o Bota terminar a 10ª rodada na vice-lanterna.


A retomada na competição iniciou-se na vitória sobre o São Paulo, no Morumbi. A partida foi marcada pela estreia do até então técnico interino Jair Ventura, que assumia o elenco após a saída de Gomes, que deixou General Severiano no meio do campeonato para assumir o mesmo Tricolor Paulista. Com Jair no comando, o Glorioso saiu da zona de rebaixamento e embalou doze vitórias na reta final do Brasileiro. Na última rodada, venceu o Grêmio em Porto Alegre e atingiu a marca de 59 pontos na competição. A arrancada liderada por Camilo e companhia consagrou o desempenho da equipe, que se classificou entre os cinco que disputariam a Libertadores na próxima temporada.

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes