• Alternativa Esportes

Klopp, Simeone e o "Futebol de Verdade"

Atualizado: Mar 19

Por: Nícholas Franco

“Jogo de xadrez” vencido por Simeone causou polêmica por parte de Klopp (FOTO: JON SUPER / AP PHOTO)

- Eu não entendo porque o Atlético joga este tipo de futebol com a qualidade que eles têm. Eles poderiam jogar futebol de verdade. Jogadores de classe mundial presos em dois blocos de quatro. Eles nem tinham contra-ataques. Mas eu estou muito orgulhoso dos meus jogadores.


Estas foram as palavras de Jurgen Klopp, técnico do Liverpool, após a eliminação de sua equipe para o Atlético de Madrid nas oitavas de final da Champions League jogando na última quarta-feira (11), em Anfield. O que parece uma mera alfinetada ao técnico adversário com doses de eufemismo ao elogiar o elenco, na verdade é sintoma de um pensamento equivocado e egocêntrico, que torcedores movidos pela passionalidade costumam ter, mas que é imperdoável quando sai da boca de um dos melhores e mais bem-sucedidos profissionais da área nos últimos anos: a ideia de que o jogo ofensivo é a única maneira digna de se jogar futebol.

Inscreva-se no canal Pautas & Táticas

Diego Simeone sempre se notabilizou como um dos maiores técnicos da atualidade por montar equipes sólidas na defesa e letais no contra-ataque. Desde que chegou ao Atlético de Madrid, na temporada 2011-2012, ele consolidou a equipe Colchonera como a terceira força do futebol espanhol. Olhando nos olhos e não mais de baixo para cima dos gigantes Real Madrid e Barcelona. Nas últimas duas temporadas, dois vices-campeonatos nacionais, se colocando à frente do seu rival de cidade. Em 2013-2014, o título comemorado na última rodada dentro do Camp Nou. Na temporada anterior, a Copa do Rei conquistada em pleno Santiago Bernabéu. Nas duas campanhas em que foi vice-campeão da Champions League, também eliminou o Barcelona com autoridade em duas quartas de final. E ainda sob o comando de “Cholo”, dois títulos da UEFA Europa League.


Não estar numa Champions League não é mais aceitável para a equipe de Simeone. Equipe esta que jamais foi eliminada em uma fase de mata-mata do maior torneio do continente contra clubes que não tenham Cristiano Ronaldo em seus elencos. E além das duas vezes em que derrotou o gigante da Catalunha, também acrescenta à seu currículo vitórias diante de equipes como o Bayern de Guardiola em Munique e o Chelsea de Mourinho em Londres, em duas semifinais. Com um histórico destes mantendo seu padrão de jogo que prima pela organização e solidez defensiva e aproveitamento dos espaços deixados pelo adversário, dá para chamar a competência de Simeone de sorte? Dá para dizer que seu time à nove temporadas não pratica “futebol de verdade?”

Estratégia de Simeone dá certo e Atlético vence duas vezes o Liverpool (FOTO: JULIAN FINNEY / GETTY IMAGES)

Traçando o contexto da partida: O Atlético vinha de vitória pelo placar mínimo conquistado em casa na partida de ida. Encarava o Liverpool: dono de uma campanha quase perfeita em casa na temporada; que havia perdido apenas um jogo na temporada em sua liga nacional, a qual lidera com 25 pontos de vantagem sobre o vice-líder Manchester City. E para completar, a equipe espanhola não vive seus melhores dias em seu campeonato doméstico, ocupando a sexta posição, e lutando pela classificação à próxima Champions já sem chance de títulos. Convenhamos... o que aconteceria se o Colchonero fosse de peito aberto enfrentar os Reds em Anfield?


A vontade de Klopp, era a de ver o Atlético ceder espaços para que sua equipe pudesse matar o jogo nos 90 minutos. Período do jogo em que sua equipe conseguiu produzir e finalizar muito. Impôs ao goleiro Oblak uma atuação que lhe deu o título de melhor homem em campo. E continuou buscando o terceiro gol na prorrogação mesmo que o 2x0 lhe fosse suficiente. Afinal um gol do Atlético forçaria o Liverpool a marcar o terceiro. Klopp pecou pela coragem, e foi esta que o eliminou. O que ele chamou de “anti-jogo” por parte de Simeone, seria a estratégia que poderia lhe dar a classificação.

Faça parte da Rede Alternativa de Rádios! Entre em contato pelo WhatsApp

Após passar 90 minutos descansando seu time e cansando o adversário, o Atlético não apenas marcou o gol que diminuiu o placar e que já lhe beneficiava... Ele virou o jogo e castigou o atual campeão em sua casa ao mostrar que a beleza do futebol está na pluralidade de suas formas de jogo. Que possibilitam ao mais fraco derrotar o mais forte usando as armas que tem.


Liverpool pressiona no ataque aproximando seus atacantes da área e os laterais (IMAGEM: NICHOLAS FRANCO)

No fundo, Klopp sabia o que viria pela frente, e lamenta que sua “coragem” não tenha sido suficiente para furar a defesa dos espanhóis. Criticar o estilo de jogo do adversário, foi uma péssima maneira de dizer que a “covardia” de Simeone foi a única maneira encontrada para frear o ímpeto de sua equipe.


Simeone mostrou a Klopp que toda forma de jogo é válida, especialmente em um mata-mata. E que ser cauteloso pode denotar muito mais do que o medo de perder, mas sim um plano para vencer.

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes