• Alternativa Esportes

Jovens promessas cariocas: saiba quem teve o melhor desempenho nos primeiros dois anos na Europa

Por João Pedro Ramalho


Quarteto de jogadores foi para Europa por quantias milionárias | Arte: Thiago Julianelli/Alternativa Esportes

O milionário e competitivo futebol europeu é um sonho e atrativo para muitos jovens e clubes que buscam fazer capital. Por isso, percebe-se que, cada vez menos, meninos das divisões de base brilham no futebol brasileiro. Só no Rio de Janeiro, as vendas recentes das quatro promessas Vinícius Júnior, Lucas Paquetá, Richarlison e Paulinho, movimentaram cerca de R$ 445 milhões.


Após os negócios e desempenhos nos respectivos clubes, comparamos o rendimento apenas nas duas primeiras temporadas do quarteto atuando no futebol europeu. Quem será que tem os melhores números? Confira abaixo:

Inscreva-se no canal da Alternativa Esportes no YouTube!

Vinícius Júnior (ex-Flamengo), de 20 anos - atacante do Real Madrid (ESP)


Campeão da La Liga na segunda temporada no futebol espanhol, o atacante já viveu altos e baixos com a camisa do clube merengue. Na primeira temporada com os Galáticos, a joia da Gávea foi duramente criticado pelos principais veículos de Madrid, principalmente por pecar no quesito finalização. Na temporada 2018/2019, atuou pelo time principal 31 vezes, vindo do banco em 20 destas ocasiões, marcando quatro gols e contribuindo com sete assistências.


Na segunda temporada, em 2019/2020, Vinícius Júnior cresceu dentro do time e ganhou destaque em jornais por suas atuações, principalmente nos “El Clássicos”. Nesta temporada, atuou 37 vezes, anotando cinco gols e distribuindo quatro assistências. Na campanha do título espanhol, jogou 28 partidas, contribuindo com três bolas na rede e dois passes para gols.

Ex-Flamengo, Vinícius Júnior teve ótimos momentos na atual temporada espanhola | Foto: John Thys/AFP

Lucas Paquetá (ex-Flamengo), de 22 anos - meia do Milan (ITA)


Outra joia formada no Fla, Lucas Paquetá teve um ótimo começo no Rossonero, mas despencou de rendimento. Na primeira temporada no futebol italiano, em 2018/2019, o jogador chegou no meio do campeonato e ganhou vaga no time titular, impressionando com atuações consistentes. Atuou como titular em 16 das 17 partidas que disputou, ajudando com duas assistências e um gol.


Porém, na temporada 2019/2020, a segunda dele na Europa, acumulou atuações ruins e foi muito criticado ao longo do ano pela imprensa italiana, perdendo a titularidade e virando terceira opção na posição. Foi especulado que o meia poderia retornar ao Brasil, por estar em baixa na Europa, mas permaneceu em Milão, atuando por 26 vezes sem marcar nenhum gol e contribuindo com apenas uma assistência.

Após oscilações no Milan, Lucas Paquetá vive momento de incerteza no Rossonero | Foto: Divulgação/A.C. Milan

Siga a Alternativa Esportes no Instagram!

Richarlison (ex-Fluminense), de 23 anos - atacante do Everton (ING)


O ex-atacante do Fluminense é o mais consistente entre os quatro jovens que deixaram o Rio de Janeiro. Chegou ao Watford (ING) e logo assumiu a titularidade, mantida até trocar o clube inglês pelo Everton (ING). Na temporada 2017/2018, foi titular em 34 das 41 partidas que disputou na Inglaterra, marcando cinco gols e dando cinco assistências.


Já na segunda temporada no Velho Continente, em 2018/2019, dessa vez defendendo os “Toffes”, foi destaque absoluto do time, atuando como titular 33 das 38 vezes que entrou em campo, com uma marca impressionante de 14 gols marcados e uma assistência. O “Pombo” também é destaque da Seleção Brasileira, e nessa temporada 2019/2020, mantém bons números na Inglaterra.

Richarlison é quem tem o melhor e mais regular desempenho entre os jovens até o momento | Foto: Reuters

Paulinho (ex-Vasco), de 20 anos - atacante do Bayer Leverkusen (ALE)


A promessa de São Januário, que inclusive completou 20 anos na última quarta-feira (15), não conseguiu desempenhar com frequência o bom futebol que tem. Em duas temporadas na Alemanha (2018/2019 e 2019/2020), defendendo o Bayer Leverkusen, o atacante jogou pouco.


Das 40 partidas que entrou em campo, somente seis foram como titular, fato que demonstra sua instabilidade no futebol alemão. Nas duas primeiras temporadas na Europa, Paulinho marcou apenas quatro gols e deu duas assistências.

Apesar do grande potencial, Paulinho ainda não conseguiu encher os olhos dos alemães | Foto: Reprodução

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes