• Alternativa Esportes

Isso é uma VARgonha

Por: Almeno Campos

Lance escandaloso de pênalti que foi marcado a favor do Vasco no jogo contra o CSA, no último domingo (04/08) (Foto: Reprodução / Premiere)

Olá, amigos e amigas da Alternativa Esportes! Me desculpem pelo trocadilho, mas é inevitável.


Árbitro de vídeo. O famoso VAR. O famigerado objeto que veio para revolucionar a arbitragem no mundo. Ele começou a ser usado neste Brasileirão. Mas, ao invés de ajudar, ele está atrapalhando m muitos momentos.


Só para deixar claro, sou a favor do VAR. O problema é quando erram, mesmo com muitas câmeras no campo.


Nesta rodada, houve no jogo entre Vasco e CSA, no último domingo (04/08), um lance claro de pênalti que não foi marcado. Valdivia tentou cruzamento para a área, e a bola bateu no braço de Naldo que estava muito esticado. Como o toque foi dentro da área, foi um pênalti claríssimo. Como em um jogo com muitas câmeras ninguém viu? Outro detalhe: o lance foi na frente do assistente Eduardo Gonçalves da Cruz, do Mato grosso do Sul. No jogo anterior do Cruz-Maltino, contra o Palmeiras, foi marcado uma penalidade em um lance igual, que o zagueiro Leandro Castán esticou o braço dentro da área e a bola bateu nele.


É aí que está o problema. Esses erros têm acontecido todas as rodadas e envolvendo muitas equipes. Como usam critérios diferentes em um mesmo tipo de lance? Após o jogo entre Vasco e CSA, muitas pessoas, incluindo profissionais do jornalismo esportivo, já estão começando a duvidar do profissionalismo dos árbitros de vídeo, de que estão escolhendo lado até mesmo com a presença do VAR.


Só como comparação, está havendo esse mesmo problema em Portugal. As últimas temporadas têm sido marcadas por erros escandalosos na arbitragem, mesmo com muitas câmeras nas partidas. Muitos delas envolvendo os chamados três grandes de lá: Benfica, Porto e Sporting.


Não sou contra o VAR. Ele veio pra ajudar a arbitragem em lances que os árbitros erram, como aconteceu, por exemplo, no jogo entre Fluminense e Ceará, pela 10ª rodada do Brasileirão. Pedro, atacante do Fluminense, marcou o gol do time carioca. Ele foi anulado a princípio, mas após a revisão no VAR, foi validado, já que o bandeirinha Daniel Paulo Ziolli, de São Paulo, errou feio na marcação, pois Pedro estava muito em posição legal. Para isso que serve o VAR.

Gol do Fluminense marcado pelo atacante Pedro, que está mais abaixo na imagem, que foi anulado a princípio, mas que foi validado após revisão no VAR (Foto: Reprodução / Premiere)

O VAR ainda passará por melhorias, assim como aconteceram com algumas regras do futebol com o passar dos anos. Penso que o VAR tem que ser usado em lances com erros absurdos, como o que aconteceu no Vasco e CSA, e não em jogadas interpretativas. O árbitro de campo pode ter uma visão e o árbitro de vídeo ter outra.


O problema é quando erram feio com dezenas de câmeras no campo e com o Brasil todo vendo. Não sou contra o VAR, mas tem que usar de forma correta e, acima de tudo, profissional e ética. Está uma VARgonha. Se caminhar do jeito que tá...

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes