• Alternativa Esportes

Início de Cano é melhor que do último atacante argentino que esteve no Vasco; veja comparação

Por Almeno Campos

Germán Cano marcou gols importantes na Copa do Brasil e na Sul-Americana | Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Germán Cano foi contratado no final de 2019 para ser uma referência no ataque do Vasco, chegando de forma direta e sem custos ao clube. Antes de atuar no Gigante da Colina, o atacante argentino jogava no Independiente Medellín (COL), onde esteve por dois anos, e em 96 jogos, marcou 74 gols.


Desde o começo da temporada 2020, Cano assumiu a titularidade e em poucos jogos já caiu nas graças da torcida cruzmaltina. Inclusive, o atacante sente saudades dos cantos dos vascaínos.


- Sinto muita falta de quando a torcida canta: "Uh, tá maneiro, Germán Cano é artilheiro". E fazer gols. Me envolvi completamente com essa música porque desde que cheguei não parei de ver vídeos cantando essa canção. Ficou marcada no meu coração, e eu nunca esquecerei o carinho de toda a torcida do Vasco. Aqui ninguém me conhecia, e o Vasco me abriu as portas. Peguei muito carinho por eles. Não passa pela minha cabeça sair do Vasco. Vim para cá para fazer história, não quero sair agora. Quero ficar por muito tempo no Vasco, ter esse carinho de toda a torcida sempre fazendo gols ou não - disse o argentino, em entrevista ao site globoesporte.com.


Até a paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus, Cano jogou 11 partidas pelo Cruzmaltino e marcou cinco gols. Um detalhe é que, até o momento, a equipe marcou apenas oito gols em 14 jogos - o argentino foi responsável por 62,5% das bolas na rede do Vasco em 2020. A estatística indica que atacante teve um começo melhor, falando em número de gols, em relação ao último centroavante argentino que esteve no clube: Maxi López.

Siga a Alternativa Esportes no Instagram!

Maxi López esteve no Vasco entre 2018 e 2019 | Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Maxi esteve no Vasco entre julho de 2018 e maio de 2019, e o primeiro jogo dele foi em agosto de 2018. Nas 11 primeiras partidas, todas elas pelo Brasileirão de 2018, marcou quatro gols e deu três assistências. Neste período, a equipe marcou dez gols, ou seja, o Maxi participou diretamente em sete gols que o time fez.


Um detalhe em relação ao antigo camisa 11 é o número de cartões amarelos que ele recebeu. Em 11 jogos, foram seis, já Germán Cano recebeu três.


Como já mencionado anteriormente, Maxi López atuou apenas no Brasileirão nesses 11 primeiros jogos. Cano participou de partidas no Campeonato Carioca, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana, marcando gols que classificaram o Gigante da Colina para a segunda e terceira fase da Copa do Brasil, além da segunda fase da Copa Sul-Americana. Confira a lista:


1ª fase da Copa do Brasil: gol de empate em 1x1 com o Altos-PI, em Teresina, capital piauiense. Nesta fase, o gol fora de casa classificou o Vasco para a fase seguinte.


2ª fase da Copa do Brasil: gol da vitória por 1x0 em cima do ABC-RN, no Maracanã.


1ª fase da Copa Sul-Americana: gol da vitória por 1x0 em cima do Oriente Petrolero (BOL), pelo duelo de ida. O jogo de volta, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, terminou empatado em 0x0.

Será que, realmente, Cano fará história no Vasco? Só o futuro - e os gols - vão responder.

63 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes