• Alternativa Esportes

Game XP ferve durante quatro dias

Por: Rômulo Diego Moreira

(Foto: Rômulo Diego Moreira / Alternativa Esportes)

Um tipo de mágica que tira o máximo do entretenimento e diversão. A Game XP 2019 levou mais de 96 mil players à maior GamePark do mundo. A ampla feira aconteceu na região que fica na Barra de Tijuca, no Rio de Janeiro.


- A Game XP 2019 atendeu nossas expectativas! É muito bom saber que nosso trabalho proporcionou dias incríveis para estas famílias que passaram pelo parque temático inspirado no mundo dos games. As novas atrações foram um sucesso, e o Palco Gênesis tornou ainda mais completo nosso portfólio de entretenimento. Em julho do ano que vem estaremos de volta com muitas novidades! - celebra Roberta Coelho, CEO da Game XP.


A feira contou com 60.000 m² de área. Neste espaço, o que não faltaram foram músicas para movimentar os visitantes da Game XP 2019. A área destinada à pista de dança, chamada de Just Dance Stage, foi um sucesso. Ninguém ficou parado um minuto. No penúltimo dia, o espaço contou com a participação da cantora Lexa. Ela fez um pocket show e apresentou em primeira mão a coreografia de "Só Depois do Carnaval" para o game da Ubisoft. O público foi à loucura e a cantora recebeu os fãs para fotos.


A Game XP também prestigiou os artistas independentes. Na Art Street, quadrinistas e ilustradores puderam apresentar diversos trabalhos para o público. Na mesa 39, Bi Aguiart, a menina de São Paulo formada em audiovisual pelo Senac, mostrava orgulhosa seu quadrinho “A Lenda de Grins”, narrativa autoral que teve inspiração na sua infância. Ela revelou que desde os 7 anos tem uma amiga imaginária.


(Foto: Rômulo Diego Moreira / Alternativa Esportes)

- A personagem tem um amiga imaginária que criei por volta dos meus sete anos de idade. Sempre que brincava com outros brinquedos, ela estava presente - conta a artista. Além disso, ela trouxe trabalhos bacanas como, por exemplo, o Sonic Super Saiyajin.


- No jogo o Super Sonic ficava loiro, após o reunir as pedras preciosas. Aí, foi só juntar com a roupa do lendário Goku de DBZ, quando ele se transformou pela primeira vez - concluiu.


(Foto: Rômulo Diego Moreira / Alternativa Esportes)

Também havia um espaço para o público de histórias do gênero de terror. Gabriel Calfa e Marcos Leopoldino, ambos de Niterói, trouxeram vários produtos à feira. Jugular é a história de um barbeiro macabro que sofre de surto psicótico e mata seus clientes. Nesse sentido, há bastante clima de drama e horror até o mistério ser desvendado.


- Tinha uma época que eu estava muito viciado em filmes de terror. Por isso, queria escrever meu próprio filme. Essa foi minha inspiração. Jugular foi criada para ser um curta. Entretanto, como o passar do tempo, percebi que a história poderia receber uma adaptação para os quadrinhos - explica, com detalhes, o autor. Eles afirmam que estão contentes, já que o mercado vem crescendo para ilustradores. Segundo eles, o crescimento do gênero de super-heróis vem trazendo de volta o interesse por esse tipo de arte.


Entre os brinquedos, havia várias opções: a montanha russa com realidade virtual, queda livre, roda gigante, Gamezone, experiência do Pacman, tirolesa, kart e outros. Uma atração que chamou a atenção de todos foi o Dinomundi, uma experiência multissensorial em VR e 4D para o público vivenciar a Era Jurássica. Nesse sentido, a experimentação continha vulcões em erupção, um deserto e um pântano habitados por T-REX e outros gigantes. O público pôde desbravar um mundo onde os dinos ainda vivem utilizando os Óculos Quest - produto lançado com a tecnologia mais moderna do mercado e esgotado no mundo todo! Apesar do longo período de quatro horas de espera, todos saíram animados com a perspectiva de mesclar o mundo real e o virtual, principalmente as crianças.


(Foto: Rômulo Diego Moreira / Alternativa Esportes)

As GamePlay 1 e 2 ocuparam inteiramente duas arenas do Parque Olímpico, trazendo para o visitante as principais novidades deste mercado. Já a Oi Game Arena, área concorrida do evento, recebeu um público fiel que vibrou ao assistir, na maior tela de games do mundo, campeonatos de Counter-Strike, Rainbow Six e showmatches de League of Legends em disputas que reuniram os melhores times do país.


Num contexto de crise do Estado, o evento fortaleceu a economia da cidade com a geração de 10 mil empregos. Um estudo da Fundação Getúlio Vargas revelou um impacto econômico de R$ 82,3 milhões e R$ 11,1 milhões de tributos recolhidos.


- Em julho do ano que vem um novo mapa será desbloqueado na Game XP 2020 - garante Roberta Coelho.


Agora, é só esperar. Game Over.

80 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes