• Alternativa Esportes

Ex-Governador Sérgio Cabral assume compra de votos na escolha do Rio como sede olímpica

Atualizado: 6 de Jul de 2019

Por: Matheus Romling

Esquema vem à tona quase dez anos depois (Foto: Buda Mendes / Getty Images)

Em depoimento concedido na última quinta-feira (04/07) ao juiz federal Marcelo Bretas, o ex-Governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, confessou pela primeira vez que vendeu votos por US$ 2 milhões para a escolha da capital fluminense como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Segundo Cabral, a quantia foi destinada ao ucraniano Sergey Bubka e o russo Alexsander Popov, ex-campeões olímpicos que participaram do processo de votação da cidade sede.


Preso desde 2016 após investigações da Operação Lava Jato, Sérgio Cabral é acusado pelo Ministério Público Federal por suspeita de esquema de compra de votos no Comitê Olímpico Internacional. Também foram denunciados o ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Alberto Nuzman, o diretor do COB Leonardo Gryner e o empresário Arthur Soares Filho.


Em um dos trechos do depoimento, Cabral relata que Lula e Eduardo Paes, presidente do Brasil e prefeito do Rio à época, sabiam do esquema de propina. No entanto, não possuíam participação no esquema de corrupção.

2 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes