• Alternativa Esportes

Diego passa por cirurgia após lesão; prazo de recuperação é de 4 a 5 meses

Por: Almeno Campos

Diego em ação contra o Emelec (Foto: Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

O meia Diego foi submetido a uma cirurgia na última quinta-feira (25/07), em um hospital na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O camisa 10 do Flamengo teve uma fratura com lesão ligamentar no tornozelo esquerdo e ficará entre quatro e cinco meses afastado dos gramados. O procedimento durou cerca de três horas.


De acordo com o médico do Flamengo, Dr. Márcio Tannure, acompanhado por um fisioterapeuta em casa, mas que só poderá pisar no chão com o pé lesionado em 15 dias, quando começará a fazer a fisioterapia no CT do clube.


- É uma cirurgia complexa, considerada uma cirurgia grave. Foi realizada a sutura do ligamento, a fixação da fratura da fíbula. A previsão da alta dele é (sexta) no fim do dia se tudo estiver bem, ou no sábado pela manhã. A gente espera que ele já consiga dormir em casa (nesta sexta). Nos primeiros 15 dias ele vai ficar em casa, não pode colocar carga, ou seja, não pode pisar ainda, e a partir daí inicia a fisioterapia no CT, sendo que a gente vai ter um fisioterapeuta indo na casa dele para já estar tratando lá. Como é uma lesão grave, complexa, o prazo de retorno é no mínimo de quatro meses. A gente vai fazer de tudo para que isso aconteça, acelerar o máximo, mas é uma lesão realmente que precisa de um prazo maior. A média é de quatro a cinco meses para que possa voltar aos jogos – disse Tannure.


Diego sofreu uma entrada dura no segundo tempo da derrota por 2 a 0 para o Emelec (EQU), na última quarta-feira (24/07), pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores. Ele deixou o estádio George Capwell direto para um hospital em Guayaquil, onde exames confirmaram a fratura.


Além do Diego, o Flamengo tem mais três jogadores lesionados: o atacante Vitinho, que passou por uma cirurgia no joelho esquerdo na última terça (23/07), o meia Arrascaeta (lesão muscular na coxa) e o meia Everton Ribeiro (lesão óssea no pé). Os dois últimos dificilmente estarão em campo na próxima quarta-feira (31/07), contra o Emelec, no Maracanã, pelo jogo de volta das oitavas de final da Libertadores.

6 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes