• Alternativa Esportes

Declarado pandemia global, coronavírus paralisa o esporte no mundo inteiro

Atualizado: Mar 16

Por: Vinícius Sacramento

Paris teve ‘rua de fogo’ perto do Parc des Princes, que não recebeu público (FOTO: GETTY IMAGES)

A recente pandemia do novo coronavírus chegou com força às ligas de futebol de todo o mundo. Tanto as grandes quanto as médias já enfrentam restrições. Primeiro, foram jogadores do time sub-23 da Juventus que testaram positivo para o Covid-19, antes mesmo da Itália se tornar um dos grandes centros da nova doença. Dias depois, os portões foram fechados em jogos do Campeonato Inglês e até mesmo da Champions League, por exemplo Paris Saint-Germain (FRA) 2x0 Borussia Dortmund (ALE) (foto).


O Brasil, até o momento, é um “oásis” frente ao novo vírus. Apesar de os casos confirmados escalarem rapidamente para mais de 60, de haver transmissão sustentada - ou seja: pessoas que se contaminaram em território nacional sem saber de quem contraíram o vírus - e membros da cúpula do governo federal apresentarem sintomas, nenhum atleta brasileiro de qualquer esporte tem Covid-19, aqui ou fora do país. Ainda assim, já há pedido de que a Eurocopa seja adiada, e isso pode resultar no efeito cascata de adiar ou cancelar a Copa América, igualmente prevista para junho e julho. Certo é que as duas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas foram “adiadas indefinidamente”.

Inscreva-se no canal Arquibancada Incendeia

A NBA suspendeu todas as atividades da temporada após pelo menos dois jogadores do Utah Jazz testarem positivo para o coronavírus. Um deles teve contato direto ou indireto com membros de todas as outras 29 franquias, e chegou a fazer piada de mau gosto em uma coletiva: sem saber que já estava doente, Rudy Gobert passou a mão em microfones de veículos de imprensa, e tocou pertences de colegas no vestiário. Ainda na terra do Tio Sam, o desfile do Dia de São Patrício (17/03) foi suspenso pela primeira vez em mais de 250 anos. A MLS, principal liga de futebol da América do Norte, suspendeu todas as partidas por 30 dias, como medida de segurança.


Essa decisão segue atitudes semelhantes na Europa e em outros continentes, também por conta do Covid-19: os campeonatos nacionais de Espanha, Itália, Japão, Suíça, Países Baixos, Dinamarca, Grécia, Áustria, Romênia, Chéquia, Coreia do Sul, Eslováquia, China, Irã, Vietnã e Tailândia foram paralisados. Terão portões fechados as atividades esportivas em Portugal, França, Alemanha, Bélgica, Polônia, Hungria, Croácia, Bulgária, Bósnia, Costa Rica, Marrocos, Egito e Emirados Árabes. Aqui na América do Sul, a Colômbia adiou a próxima rodada. Na Argentina, Paraguai e Equador, os jogos serão com portões fechados - incluindo os da Libertadores. O mesmo pode acontecer no Chile: no fechamento desta reportagem, havia sido adiada a venda de ingressos para Universidad Católica x Grêmio.

Faça parte da Rede Alternativa de Rádios! Entre em contato pelo WhatsApp

Pela primeira vez na Era Moderna (desde 1896), a chama olímpica foi acesa sem a presença de público na cerimônia. É praticamente impossível que a Olimpíada de Tóquio comece em 24 de julho, como previsto. Não apenas pela disseminação do coronavírus, mas porque várias federações já adiaram ou cancelaram as seletivas olímpicas. A precaução é um dever de todos (esportistas ou não), e nunca foi tão importante lavar as mãos - mas não em sentido figurado.

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes