• Alternativa Esportes

Da bola para as leis: relembre jogadores e dirigentes que tiveram passagens na política

Por Hevertton Luna O futebol nos dá muita alegria e é assunto do cotidiano de muitos cariocas. Porém, nesta matéria, vamos contar um pouco das vitórias e derrotas, mas em outro lugar: nas urnas. E claro, também vamos relembrar como foram as passagens de jogadores e dirigentes na política. Confira:

Eurico Miranda (ex-presidente do Vasco)

Eurico Miranda e seu famoso charuto | Foto: DCM

Falecido ex-presidente do Cruzmaltino, foi um grande personagem do futebol carioca e brasileiro nos anos 90, e também acumulou os cargos de deputado federal em dois mandatos (1994-2002) pelo PPB, na qual foi pedida a cassação de seu mandato por evasão de divisas. Ainda concorreu nas eleições de 2002 e 2006, porém não teve o mesmo sucesso de outras eleições.


Patrícia Amorim (ex-presidente do Flamengo)

Patrícia com seus aliados políticos Eduardo Paes e Sérgio Cabral | Foto: Blog do Garotinho

Também aparece na lista a ex-presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, que se elegeu para vereadora por três mandatos consecutivos entre (2000-2004-2008) pelo PSDB. Porém, o Rubro-Negro não vinha bem: a dívida do Fla tinha extrapolado, e ela não já não gozava de moral com a sua base eleitoral, e não foi eleita em 2012.


Deley (ex-jogador do Fluminense)

Deley discursando no Planalto | Foto: Diário do Vale

O Fluminense teve também seu representante na política: Deley, armador do time campeão brasileiro de 1984, que teve uma bela passagem pelo Tricolor das Laranjeiras. Ele foi eleito em 2002 e reeleito em 2006 com a plataforma de campanha a melhoria do esporte no Estado do Rio. Após não ser eleito em 2010, voltou à Câmara dos Deputados em Brasília em

2014. Como no futebol, onde acabou rodando por vários clubes, como Palmeiras, Botafogo, Belenenses (POR) e Athletico-PR, na política não foi diferente: foi do PSC, PSDB, PV e PTB.



João Saldanha (ex-técnico do Botafogo e da Seleção Brasileira)

João Saldanha sendo observado por um militar no Maracanã | Foto: Carta Capital

Um dos casos mais curiosos que misturam política e esporte é o caso do ex-técnico do Botafogo e da Seleção Brasileira, João Saldanha, o "João Sem Medo". Ele foi técnico da Seleção antes da Copa de 70, porém foi retirado do cargo por não convocar os jogadores que o presidente Garrastazu Médici queria, e pelo envolvimento com o PCB (Partido Comunista Brasileiro). Em 1985, foi vice da chapa do PCB para prefeito do Rio, porém não foi eleito.


Romário (ex-jogador de Vasco, Flamengo, Fluminense e Seleção Brasileira)


E por falar em política e futebol, ele que sempre foi certeiro na pequena área: Romário. Ele foi eleito deputado estadual pelo PSB em 2010 e senador em 2014 pelo mesmo partido, chegando a concorrer à eleição de 2018 como governador pelo partido Podemos. O Baixinho acabou tendo uma boa atuação na luta pelos direitos das pessoas que portam algum tipo de deficiência.


Novos nomes em 2020?


Nesse levantamento também incluímos alguns jogadores que tiveram pouca sorte no meio político, como Marcelinho Carioca, Adílio, Vampeta e Odvan. A lista é longa, e nesse ano provavelmente veremos esses dois mundos se ligarem de novo, pois Eduardo Bandeira de Mello (ex-presidente do Flamengo) irá se candidatar a prefeito, e foi especulado que Marcos Braz (vice-presidente de futebol do Flamengo) também iria tentar o cargo de vereador. Em entrevista coletiva no último sábado (19), o cartola do clube da Gávea falou sobre a possibilidade.


- Eu fui Secretário de Esportes do Rio dentro do ciclo olímpico, fui VP da Suderj, sempre tive passagens pela política. Em nenhum momento afirmei que seria candidato a A, B ou C. Pode conciliar? Acho que sim. Mas nada tem a ver com a minha decisão - disse Braz.

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes