• Alternativa Esportes

Conquista do Fluminense traz emoção e justiça a campeonato que merecia ter acabado

Este é um artigo opinativo. O texto abaixo é de total responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a opinião da Alternativa Esportes Web Rádio.


Por Nícholas Franco


Jogadores do Flu erguem o troféu da Taça Rio conquistada no Maracanã | Foto: André Durão

Era uma vez um clube hegemônico em seu estado. Atual campeão nacional e continental. Com um time milionário, um técnico europeu e disputando um campeonato quase que sem adversários, tamanha a superioridade frente aos principais rivais.


Diante deste clube, um desafiante que sequer era a favor do retorno do torneio em meio a pandemia. Que não havia vencido desde que o certame retornou. E que horas antes do jogo via sua própria torcida pedindo para o time não entrar em campo, por conta de uma polêmica quanto à transmissão da partida.


A vitória deste segundo "personagem" da história dá um contorno dramático que o Campeonato Carioca de 2020 não merecia. Nada que envolva méritos ou deméritos dos clubes. Mas a continuação deste torneio com mais duas finais é um prêmio que a FERJ não mereceu ganhar.


O campeonato já começa desorganizado quando tem um regulamento que permite que um clube jogue todas as partidas em casa, já que os clubes menores venderam seus mandos de campo para se aproveitar do bom momento e da presença massiva da torcida adversária nas partidas. O Flamengo fez todas os jogos do campeonato no Maracanã. Sendo ele o mandante dos jogos ou não.

Inscreva-se no canal da Alternativa Esportes no YouTube!

Mando de campo que foi pauta da grande polêmica que antecedeu a final do segundo turno: uma MP assinada pelo presidente da república beneficia o mandante dos jogos com o direito de transmitir ou negociar os direitos de exibição das partidas - proposta sancionada após pressão Rubro-Negra, devido ao fato de o clube não ter assinado acordo de transmissão com nenhuma emissora neste ano - quase foi burlada pelo próprio Flamengo, que entrou com pedido de "desconsideração" da lei, já que a mesma fora assinada após o regulamento do campeonato ter sido feito. Almejando assim o direito de transmitir o jogo. Direito conseguido e anulado horas antes da partida ter início.


Fato este que irritou a torcida tricolor. O Fluminense, que era um dos únicos dois entre os 16 participantes deste campeonato que eram contra o retorno dos jogos em meio a pandemia. Ameaçou não entrar em campo e foi ameaçado de punições financeiras e desportivas. Viu a própria torcida levantar uma tag para não entrar em campo ao se ver desrespeitado por adversário e entidade organizadora. Este mesmo Fluminense que após a pandemia não venceu e marcou apenas um gol (o da noite de ontem) derrota o Flamengo e força mais duas finais.


O Flamengo, se vencesse, encerraria um campeonato que irresponsavelmente foi o único a retornar ainda em junho, com a curva de contaminação do novo coronavírus no Brasil ascendente. Em um estado que é vice-líder de casos e mortes no país.

Siga a Alternativa Esportes no Instagram!

Por tudo isto, este campeonato não merecia tal história de superação em suas páginas mais nebulosas. O Fluminense sim. A torcida tricolor sim. Mas a FERJ e seus pares, nunca. Para completar, a prefeitura do Rio de Janeiro havia autorizado a algumas semanas a presença de 30% de público nos estádios a partir do dia 10 de julho. O primeiro jogo da final do estadual em tese seria o primeiro a acontecer com tal permissão. O fim antecipado do estadual com a conquista rubro-negra também seria positivo por isto: pelo bem da saúde pública.


Espera-se bom senso dos torcedores e que os mesmos não se arrisquem por um espetáculo que não vale a penas seu dinheiro, seu tempo, muito menos suas vidas. Ao Fluminense, parabéns pela conquista dentro e postura fora de campo. Ao Flamengo, que seus dirigentes pensem mais no próximo e não tanto só nos próprios interesses. E a FERJ... Um lamento por ainda ter seu "circo" em atividade por mais duas semanas.

50 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes