• Alternativa Esportes

Conheça a história do "chocolate" relacionada ao futebol e relembre momentos históricos

Por Nícholas Franco



Apolinho foi o criador da expressão. (FOTO: REPRODUÇÃO)

Em época de Páscoa, é comum ouvirmos o termo “chocolate” por parte da imprensa esportiva e até mesmo de torcedores para se referir às grandes goleadas aplicadas por seus clubes de coração.


O termo surgiu em 1981 numa narração histórica do radialista Washington Rodrigues, o “Apolinho”, após uma goleada do Vasco por 4-1 sobre o Internacional pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, Apolinho recitou um trecho da música “El Bodeguero” do cubano Ricard Egües: “Toma chocolate / Paga lo que debes”. A partir daí o termo foi incorporado ao mundo do futebol.


(FOTO: TUPI/REPRODUÇÃO)

E neste ano de Páscoa sem futebol, vamos relembrar alguns dos maiores “chocolates” em clássicos brasileiros:


BAHIA 10-2 VITÓRIA






Começando no futebol nordestino, mais especificamente no maior clássico do futebol baiano. Em 20 de novembro de 1938, o Vitória abriu o placar diante do Bahia em um jogo que prometia ser equilibrado. Mas após a virada o que se viu foi um banho de bola do “Esquadrão de Aço”. O jogo terminou com o maior placar da história do “Ba-Vi”: 10x2 e título estadual antecipado para o tricolor.


GRÊMIO 10-0 INTERNACIONAL



A maior rivalidade do futebol brasileiro vem do Rio Grande do Sul. Um jogo onde a torcida de um rejeita a cor da torcida de outro. Um jogo que incorpora inclusive as tradições do futebol latino americano como um todo e que tem um dado que deixa um dos lados mais feliz: O Grêmio aplicou no dia 18 de julho de 1909 o maior chocolate da história do Gre-Nal. Um 10-0 que até hoje é relembrado pelo tricolor e esquenta a orelha do colorado. A partida aconteceu no Estádio da Baixada, em Porto Alegre.



BOTAFOGO 9-2 FLAMENGO



Lembram-se do 7-1 naquele Brasil X Alemanha pela Copa do Mundo de 2014? O Glorioso aplicou este chocolate sobre o Rubro-Negro apenas no primeiro tempo do clássico do dia 29 de maio de 1927. Aos 18 minutos o jogo já estava 4-0 e terminou pelo estrondoso placar de 9-2. Relembrado até hoje por botafoguenses em jogos entre os clubes e sendo ainda a maior goleada do confronto e em quaisquer clássicos do futebol carioca.



ATLÉTICO MINEIRO 9X2 CRUZEIRO



Outro 9-2 foi aplicado pelo Atlético Mineiro diante da Esportiva Palestra Itália – antigo nome do Cruzeiro, arquirrival do Galo, no dia 27 de novembro de 1927. A partida foi disputada no Estádio Alameda e válida pelo Campeonato Mineiro. O troco da Raposa veio em 2011 quando com a oportunidade de vencer e rebaixar o time celeste, o alvinegro sofreu um sonoro 6-1 que não só salvou o Cruzeiro do rebaixamento, como se tornou a maior goleada sofrida pelo alvinegro na história do Derby de Belo Horizonte.


CORINTHIANS 11X0 SANTOS



O Corinthians foi protagonista do maior chocolate em clássicos brasileiros, quando goleou o Santos pelo placar de 11-0 na casa do rival. Em 1920 pelo campeonato paulista ainda antes de Pelé tornar lendária a Vila Belmiro. O placar histórico até hoje não foi superado em nenhuma outra partida em grandes rivais do mesmo estado no futebol brasileiro.


24 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes