• Alternativa Esportes

Bragantino: ventos de ineditismo no futebol brasileiro

Por: Rômulo Diego Moreira

Bragantino vem para 2020 cercado de expectativas (Foto: Ari Ferreira / CA Bragantino)

O ano está terminando, mas o Papai Noel já anunciou que 2020 nunca será como antes. O modelo clube-empresa deu as caras e promete ser tendência nos próximos anos. Em 2019, a experiência bem sucedida veio da articulação da Red Bull, que assumiu a gestão do futebol do Bragantino. O atípico não é a parceria. No Rio, por exemplo, a experiência com o time do Supermercado Sendas (vendido para o grupo Pão de Açúcar) foi semelhante porque comandou o Sendas Esporte, mas não teve mesmo propósito. Neste caso, o objetivo era investir em algo menor pensando num programa social. No caso da empresa de bebidas energéticas, a particularidade está no fato de proporcionar à equipe de Bragança Paulista um orçamento de time grande.


Pela primeira vez, em 2020, o futebol brasileiro terá a força de uma empresa bancando em duas centenas de milhões uma equipe pequena com um projeto esportivo. Com um investimento estimado casa de R$200 milhões, a expectativa é incomodar os grandes que estão com as contas em déficit e penhora das suas receitas como Botafogo, Fluminense, Vasco e colocar ainda mais pressão naquelas instituições que não têm um orçamento tão robusto.


Nos bastidores, os clubes estão prevendo dificuldades em enfrentar uma parceria que vem com uma receita volumosa. Quando perguntei ao técnico do Fortaleza, Rogério Ceni, quais os desafios da equipe cearence para continuar no mesmo nível de 2019 e ser competitivo na Copa Sul-Americana, ele respondeu:


- É um processo longo. Em 2020, teremos dificuldades. O Bragantino vem com um orçamento gigantesco. Além disso, teremos equipes tradicionais como Sport e Coritiba. O Athletico Paranaense demorou anos para se estruturar até vencer a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil - afirmou o treinador.

Contratações


A estratégia é investir em jogadores jovens com grande potencial de revenda. Esta política é adotada também em outras filiais da marca de energéticos em alguns países como, por exemplo, na Áustria, Alemanha e Estados Unidos. O campeão da Série B termina o ano anunciando a contratação do atacante revelação do Atlétic-MG, Alerrandro, de 19 anos, e que tinha contrato com o Galo até o fim de 2021. Ele marcou 13 gols nos primeiros 19 jogos que disputou e chegou a assumir a titularidade. O Braga também deve fechar a contratação do meia-atacante Thonny Anderson, emprestado ao Athletico-PR na última temporada, por R$15 milhões, referente a 50% dos direitos federativos. Além disso, busca atletas já com experiência internacional como, por exemplo, o meia Boschilia, revelado pelo São Paulo atualmente no Monaco (FRA), além do zagueiro equatoriano Léo Realpe, de 18 anos, que estava no Independente Del Valle (EQU).


Objetivo do Braga


O Massa Bruta deu um lindo presente à sua torcida. Na comemoração dos 30 anos da conquista da série B de 1989 contra o São José, o Bragantino volta à Série A com excelentes perspectivas. A meta está traçada. O objetivo principal é conseguir expandir a marca com o propósito de transcender fronteiras, ou seja, o Red Bull tem a finalidade de ficar entre os classificados para a disputa da Sul-Americana de 2021.


A grande questão é saber até onde esse projeto pode chegar? O fato de se lançar de forma bem estruturada e largando na frente das instituições com as maiores torcidas faz com que a chance de sucesso seja ainda maior. De fato, há planejamento estratégico e conceitos para executar as metas.

50 visualizações

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes