• Alternativa Esportes

Análise tática: com Benítez, Vasco ganha novo Talles Magno; entenda

Este é um artigo opinativo. O texto abaixo é de total responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a opinião da Alternativa Esportes Web Rádio.


Por Guilherme Xavier


Talles (à esq.) comemora com os argentinos Cano e Benítez | Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

O Vasco de Ramon Menezes está deixando até o mais pessimista dos torcedores, mais animado. Isso se passa muito pelas ideias do treinador da nova geração, que tem como marca a transição rápida, buscando peças mais verticais para agredir a área adversária. Outro ponto importante a ser citado, é a renovação do elenco em relação ao ano anterior. As chegadas de Germán Cano e Martín Benítez deram uma nova cara ao setor ofensivo do Cruzmaltino e, nesta análise tática, vamos abordar características importantes do meia argentino, que atua mais pelo lado esquerdo.


Benítez, que chegou ao Vasco por empréstimo junto ao Independiente (ARG), transformou o lado esquerdo de ataque por diversos fatores, o principal deles sendo a maior liberdade de Talles Magno para atuar na ponta. Anteriormente, o Gigante da Colina atuava com dois volantes e apenas um meia de criação, fazendo com que o jovem extremo de apenas 18 anos tivesse que buscar o jogo numa faixa de campo da qual não estava acostumado, dificultando a transição ofensiva do clube. Com o argentino em campo, passamos a ver outro Talles.

Inscreva-se no canal da Alternativa Esportes no YouTube!

O esquema atual dispõe de dois meias, Andrey e Benítez, liberando a joia vascaína para exercer o que sabe de melhor: o drible. O um contra um de Talles é muito forte, podendo desmontar sistemas defensivos com facilidade, visando o gol ou o passe para o artilheiro do Vasco no ano: Germán Cano, que já tem 16 bolas na rede em 23 partidas na temporada. Além disso, o meia argentino tem a qualidade para fazer o passe chegar redondo, seja em lançamentos ou no famigerado “um, dois”, criando um leque de opções para o setor de ataque.


O torcedor sempre quis um Vasco com aplitude, que jogasse pra frente de maneira eficiente. O último time a cumprir esse desejo foi o da temporada 2011, na qual o Cruzmaltino foi campeão da Copa do Brasil e vice-campeão brasileiro. Ainda não sabemos o quanto essa equipe pode render, até porque a temporada está só começando, mas a melhora é evidente e a ambição está lá em cima. É o Vasco retornando para onde nunca deveria ter saído.

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes