• Alternativa Esportes

Ainda há disputa


Por: J.V. Laguárdia


Após assistir o líder Palmeiras vencer o clássico contra o Santos, no último sábado dia 03 de novembro, e os outros concorrentes na briga pelo título empatar na partida entre Flamengo x São Paulo, o Internacional entrou em campo pressionado para não deixar o verdão ampliar a vantagem e também para tentar ganhar uma gordura na vice-liderança.


O adversário do colorado, na rodada 32, foi o Atlético-PR que até o momento não venceu fora de casa, no campeonato brasileiro. Os donos da casa entraram em campo com um 4-5-1, com Marcelo Lomba, Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta (Amarelado), Iago (Amarelado), Gabriel Dias, D’Alessandro, Juan Alano, Patrick, Nico López e Leandro Damião. Por outro lado, o furacão foi a campo com os reservas, que teve Felipe Alves no gol (Amarelado), Diego Ferreira, Wanderson, Thiago Heleno, Márcio Azevedo (Amarelado), Camacho, Matheus Rosseto, Bruno Guimarães, Marcinho, Bergson e Rony. O bom técnico Tiago Nunes escalou um 4-3-3.


Para muitos torcedores e cartoleiros o jogo seria mais tranquilo, uma vez que o time visitante está na disputa da Copa Sul-Americana e entra em campo na próxima quarta-feira. Porém, quando o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira autorizou o início da partida, o que se viu no começo do primeiro tempo foi um Internacional que buscou o controle e as ações ofensivas. Com a maior posse de bola, o time rodou a bola, fez algumas triangulações no lado esquerdo do gramado, porém faltou uma infiltração na alta zaga atleticana. Além disso, o time colorado apostou muito nas bolas alçadas na área do Atlético-PR, mas sem sucesso. Com 25 minutos, os visitantes conseguiram equilibrar mais a partida. De certo ocorreu uma boa chance de gol para cada equipe. A primeira em um cruzamento de Nico López para D’Alessandro, que pegou de primeira e a bola passou perto do gol defendido por Felipe Alves. Aos 34, em uma cobrança de falta, Bergson caprichou muito, com muita força, e a bola passou raspando na trave, os primeiros 45 minutos foram fracos tecnicamente. Um fato que chamou muita atenção foi a quantidade de passes errados do furacão, 17 – principalmente ao tentar sair com velocidade nos contra-ataques.


No segundo tempo os times voltaram com a mesma formação. Porém o Atlético-PR voltou com mais fome de bola, começou melhor a etapa final e a partida, no geral, melhorou. Logo no início, Nico López chutou rasteiro e obrigou o goleiro Felipe Alves trabalhar. A resposta veio na sequência, em cobrança de falta. Márcio Azevedo cobrou na área, Victor Cuesta tentou afastar e a bola quase entrou, saiu a direita do gol de Lomba – quase um gol contra. O jogo ficou mais aberto e a partir dos 13 minutos as equipes tiveram chances de marcar. O placar só foi alterado aos 18, Patrick errou, a bola sobrou para Camacho chutar e marcar. Hellmann fez três alterações, e as três mais ofensivas, o técnico usou todos os atacantes que estavam à disposição no banco de reservas. Com a pressão e a necessidade de vencer o jogo a todo custo, o Internacional foi para cima e conseguiu empatar aos 36. Após cruzamento, Rodrigo Moledo desviou a bola com categoria e igualou o marcador. Os donos da casa continuaram pressionando e os visitantes apostaram nos contra-ataques em velocidade, principalmente com Rony, Bergson e Marcelo Cirino. Porém, nos minutos finais, e em jogada de contra-ataque, o juiz marcou toque de Márcio Azevedo no atacante velocista Rossi, dentro da área – que não houve e levou os jogadores do Atlético ao delírio. O craque D’Alessandro cobrou, marcou e garantiu a vitória do Colorado.


Final de jogo: Internacional 2 x 1 Atlético-PR, no estádio Beira Rio. É o time de Porto Alegre, mais uma vez, sendo efetivo dentro de casa, com mais de 33 mil torcedores e jogadores que ainda acreditam na possibilidade do título, e o furacão continua não vencendo como visitante.

O próximo compromisso do Internacional é contra o embalado Ceará, fora de casa, no dia 11 de novembro, às 18:00. Já o Atlético-PR recebe o Cruzeiro, na Arena da Baixada no dia 10 de novembro, às 19:00.

© 2018 Alternativa Esportes. Orgulhosamente criado com Bruno Pinheiro. 

  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes
  • Facebook - Alternativa Esportes
  • Instagram - Alternativa Esportes
  • Twitter - Alternativa Esportes
  • Youtube - Alternativa Esportes